Golpes com cripto: seguir o dinheiro é a forma de recuperá-lo

Têm sido relatados diariamente casos de golpes envolvendo investimentos no mercado financeiro e no mercado de criptomoedas, NFTs e tokens.

A maior parte desses golpes é voltada diretamente para o mercado brasileiro: sites em português, pagamentos em boleto bancário, cartão de crédito e até mesmo PIX.

As plataformas podem indicar, inclusive, bons lucros nos sistemas. A dor de cabeça, no entanto, se inicia quando o cliente busca sacar seus investimentos.

Diversos artifícios são utilizados para dificultar ou impossibilitar o acesso do investidor ao seu dinheiro. Isso pode ocorrer com a suspensão da conta por suspeita de fraude, impossibilidade de login nas plataformas, alegação de manutenção nos sistemas de saque, entre outras desculpas que podem perdurar por dias ou meses.

Posso ter caído num golpe. O que fazer?

Ao perceber que você pode ter sido vítima de um golpe digital de investimentos, o primeiro passo é alertar as autoridades. Isso envolve o preenchimento de um boletim de ocorrência na Polícia Civil do seu Estado.

Pode, num primeiro momento, parecer inútil registrar o BO. As polícias civis, entretanto, têm realizado um bom trabalho na investigação de quadrilhas e criminosos que atuam nos mercados de criptoativos. Golpes voltados para o público brasileiro têm, em geral, criminosos brasileiros por trás das armadilhas.

Realizado o boletim, será necessário tomar medidas para a investigação do ilícito e responsabilização civil de quem aplicou o golpe. Enquanto a polícia trabalha com o aspecto criminal das condutas, é necessário seguir as pistas para recuperar o dinheiro.

Seguir o dinheiro pode ser a única chance de encontrá-lo

A essa altura você já deve ter tentado obter todo o tipo de informação possível sobre o golpe e quem pode estar por trás da farsa. Em ferramentas de whois, busca das credenciais da empresa em seus termos e condições de uso, checagem dos registros em órgãos públicos, entre outros.

Esse tipo de busca, como se espera de um golpe bem arquitetado, não será capaz de reunir muitos elementos. É necessária uma investigação mais profunda, possivelmente com a intervenção da justiça, para que o dinheiro depositado seja seguido até seu destinatário final, seja pessoa física, seja pessoa jurídica, no Brasil ou no exterior.

Seguir o dinheiro significa compreender a cadeia de operações realizadas pelos golpistas, isto é, a rede de movimentações financeiras até o saque ou dissimulação da origem do dinheiro pelos responsáveis pela plataforma. Envolve também compreender as relações entre empresas ou pessoas utilizadas para lavar o dinheiro, a fim de que seja reinserido na economia nacional.

Para seguir o dinheiro, é necessária a contratação de profissionais com experiência nesse tipo de investigação, que deve envolver advogados, peritos, programadores e especialistas em negócios digitais. Com a prova inicial de que se trata de uma fraude, o Poder Judiciário pode ser acionado para produzir provas, quebrar sigilos e determinar bloqueio de bens.

Como evitar cair em golpes

Investimentos têm de ser transparentes e realizado por meio de empresas registradas e autorizadas, quando cabível. O CNPJ é imprescindível, principalmente quando é realizada uma operação em reais. Analisar os sócios da empresa e seu histórico é outra tarefa necessária. Empresas sediadas fora do país, sem registros e sócios auditáveis devem ser evitadas ao máximo.

A Binance, por exemplo, possui CNPJ registrado no Brasil (37.512.394/0001-77), e tem como sócio seu CEO, Changpeng Zhao. Prefira plataformas registradas e com administração conhecida.

Diversas corretoras são mencionadas na internet como possíveis fraudes. Exemplos são Brava500, Nixse, IqOption, Bitcoin Banco, etc. Variam entre esquemas de pirâmide (sistema insustentável por meio do qual quem entra depois paga os lucros de quem já participava) e scams (páginas destinadas à obtenção de dados pessoais).

Pianaro Advocacia oferece consultoria especializada na recuperação de investimentos realizados em corretoras de criptoativos. Envie uma mensagem!